14/06/2018

A Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF) recebeu a 8ª sessão Norte Digital, no dia 14 de junho. Esta sessão de informação ficou marcada pela discussão sobre as oportunidades e os desafios de internacionalizar o setor do mobiliário através do digital.

Na sessão de abertura, o Diretor Executivo da AEPF destacou a relevância que o projeto Norte Digital pode ter para as empresas da região, uma vez que têm a oportunidade de participar num piloto de qualificação “à medida” para o digital que lhes poderá dar maior visibilidade e abrir portas para a comercialização online dos seus produtos.

Na sua intervenção, António Teixeira, o Coordenador do Norte Digital, apresentou o projeto e esclareceu a audiência sobre a possibilidade de concorrerem ao piloto de qualificação em e-Commerce para cinquenta PME. António Teixeira alertou a audiência que, embora o mobiliário não seja ainda um dos setores mais fortes no comércio eletrónico, basta uma pesquisa rápida para perceber a quantidade de empresas internacionais que estão já a apostar no online.

Num programa pensado especialmente para que as empresas da Capital do Móvel não percam a relevância internacional no setor, seguiu-se a participação de António Castro. Na comunicação intitulada “Mobília Digital: que peças usar e combinar numa estratégia de sucesso? SEO, Adwords, Mobile e Content Marketing”, o consultor de Marketing Digital enfatizou, através de exemplos concretos, a necessidade de as empresas conhecerem os seus verdadeiros clientes e definirem uma estratégia de conteúdo que privilegie a resolução de problemas das “personas” identificadas. António Castro indicou que o marketing deve ser pensado para os diferentes canais de comunicação e as ações devem ser objeto de medição de resultados, para que que as campanhas possam ir sendo aperfeiçoadas. Deixou ainda um conjunto de ferramentas que as empresas podem facilmente utilizar para melhorarem a presença online.

Nesta sessão foi realizado um esclarecimento sobre o tema do momento: o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD). Ana Xavier, jurista na Netgócios explicou as implicações legais do RGPD no Digital e indicou as medidas que as empresas devem adotar para cumprirem o novo regulamento.

A sessão terminou com uma animada mesa redonda dedicada à Transformação Digital das PME do Setor do Mobiliário e que contou com a participação de José Ribeiro, CEO do site MóveisOnline.pt, Samuel Santiago da Made to Last, Marta Jorge da AICEP – Portugal Global e o consultor António Castro. A moderação ficou a cargo de António Teixeira, Coordenador do projeto Norte Digital, que desafiou os participantes a partilharem opiniões sobre o que esta a impedir as empresas do setor do mobiliário a apostarem no digital.

Marta Jorge apontou a logística como a maior dificuldade para que as empresas se internacionalizem através dos meios digitais. José Ribeiro do site MoveisOnline.pt comprovou esta opinião, dizendo que o site de mobiliário e artigos de decoração que gere faz entregas apenas em Portugal, uma vez que os custos de transporte deste tipo de mercadorias são muito elevados para quem quer vender fora do país. António Castro afirmou que é vital que as PME aprendam a promover-se através do online para que a imagem que transmitem esteja alinhada com a qualidade dos produtos. Atualmente, explicou, “não é possível perceber pelas presenças online da maior parte das empresas portuguesas (independentemente do setor) o valor do que produzem”. Foram também apontados caminhos para a mudança: Samuel Santiago, da Made to Last (grupo com experiência na venda em marketplaces internacionais de marcas de luxo de mobiliário) sugeriu a criação de uma plataforma online, sob coordenação da AEPF, que reunisse as empresas de mobiliário e ajudasse neste processo de transformação digital. No mesmo sentido, António Teixeira considerou que as PME de Paços de Ferreira devem aproveitar a oportunidades atuais que a Economia Digital proporciona a qualquer empresa. Sugeriu ainda que possam ser desenvolvidas iniciativas conjuntas específicas para o setor do mobiliário, em parceria com a AICEP, para dar resposta à necessidade de uma verdadeira transformação digital que estas PME de Paços de Ferreira procuram.